Suzano incentiva ações virtuais de voluntariado durante a pandemia

A empresa desenvolveu o Guia de Ações de Voluntariado Remoto, no qual apresenta dicas de ações voluntárias que podem ser realizadas à distância

Publicado em
Suzano incentiva ações virtuais de voluntariado durante a pandemia

 

A Suzano fomenta o trabalho voluntário como forma de promover o exercício da cidadania e o protagonismo social para construção de um mundo melhor.  Por meio do Programa Voluntariar, a companhia reinventou e adaptou diversas atividades para que, mesmo durante pandemia, os colaboradores, prestadores de serviço, familiares e parceiros continuem realizando ações sociais, reforçando o propósito de promover uma mudança positiva na sociedade.

Entre uma série de iniciativas, a Suzano desenvolveu o Guia de Ações de Voluntariado Remoto, onde apresenta 10 dicas de ações voluntárias que podem ser realizadas de forma virtual, como, por exemplo, Compras Solidárias, Acolhida Virtual, E-Duca, Movimentar Faz Bem e outras que contribuem para transformar a sociedade e ajudar uns aos outros. Os projetos incentivam desde encontros virtuais de acolhimento, entretenimento, apoio à atividade física, leitura e compartilhamento de conhecimentos, até dicas de receitas saudáveis e doações de produtos de necessidades básicas.

Uma das principais ações desenvolvidas é a Acolhida Voluntária, que cria uma rede de pessoas que vão se conectar semanalmente, levando acolhimento, amor, solidariedade, orientação, empatia e bom humor. Compras solidárias também é uma das ideias propostas, em que o objetivo é fazer compras de produtos essenciais de estabelecimentos, como mercado e farmácias, e ajudar aqueles que mais precisam, evitando aglomerações nesses locais.

“Há duas décadas o Voluntariar é uma forma de inspirar as pessoas visando a construção de um futuro melhor. Na Suzano, buscamos continuamente sermos agentes de transformação na sociedade ao estimular o engajamento social para promovermos mudanças positivas na sociedade, principalmente neste momento tão desafiador”, ressalta Elisabete Flores Pagliusi, coordenadora do Programa Voluntariar da Suzano e Projeto de Formação. “Reconhecemos que cada pessoa tem muito para contribuir com o próximo e que, juntos, geramos conexões para fortalecer o trabalho voluntário”.

Na unidade de Três Lagoas, aproveitando uma das dicas do Guia de Ações de Voluntariado, um colaborador do setor de Logística Florestal fez doações monetárias para o Hospital Auxiliadora e instituições da cidade. Tiveram ainda os colaboradores que doaram um pouco do seu tempo para levar um pouco de conhecimento e novas experiências para os jovens.

Este foi o caso de Beatriz Sandrim Ferreira. A analista de Recursos Humanos na Unidade Três Lagoas integra o Voluntariar em Ação e atuou como mentora na 1ª Turma do Futuro do Trabalho 2020, realizada de forma remota por conta da pandemia. A ação visa propor aos jovens uma reflexão sobre a nova economia e o impacto da inovação tecnológica na vida e comportamento das pessoas. Por meio do projeto, os jovens são convidados a refletirem sobre suas carreiras, profissões que estarão em alta no futuro, habilidades necessárias para o mercado de trabalho e outras questões importantes para o desenvolvimento pessoal e profissional.

“Foram dois desafios vencidos. O primeiro foi ser mentora pela primeira vez e o segundo, por ser online. A Suzano já vinha com o trabalho remoto em algumas frentes, mas, para o jovem, apesar de estar sempre conectado, não estava acostumado a reuniões e entrevistas de maneira remota. Acredito que foi uma experiência de muito aprendizado para ambos os lados. Ver aquele brilho nos olhos das minhas duas alunas, de 17 anos, no início de carreira, cheias de sonhos e dúvidas, o que é normal, me fez lembrar um pouco do meu começo. Foi muito gratificante contribuir um pouco, e aprender muito, com elas”, destaca. Em todo o Brasil, a ação O Futuro do Trabalho beneficiou 78 jovens e envolveu 80 mentores de 18 unidades da Suzano.

A iniciativa faz parte do programa Suzano na Escola, uma parceria da companhia com a Junior Achievement, com o objetivo despertar o empreendedorismo de jovens e prepará-los para o mercado de trabalho.

O programa tem 11 anos de atuação e, de 2009 a 2019, beneficiou mais de 5,4 mil jovens, de 42 instituições de ensino e todo o País. Ao todo, 930 voluntários passaram pela ação nesse período. Em Três Lagoas, o programa é voltado para filhos e familiares de colaboradores. 

Voluntariar em Ação

No ano passado, o Voluntariar ampliou seu escopo com o Voluntariar em Ação, movimento colaborativo e solidário que conta com uma plataforma em que interessados no voluntariado podem se inscrever. A primeira edição do programa contou com a participação de 751 voluntários de unidades do Brasil que, com diferentes iniciativas, contribuíram com 40 instituições, beneficiando mais de 20,9 mil pessoas.

Já por meio do Guia de Ações de Voluntariado Remoto, foram mapeadas, até o momento, 39 ações voluntárias entre colaboradores em 20 unidades da Suzano. De doações de alimentos e monetárias à aula e palestras online, as ações resultaram em 31 instituições contempladas e 16,7 mil pessoas beneficiadas.

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano.

A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

 

Fonte: Assessoria

120

Deixe um comentário